Portuguese English

Biodiversidade

Na HerbaTerra adoramos aquilo que fazemos e a empresa nasceu de uma genuína paixão pelo mundo vegetal, pela biodiversidade e pela Natureza. Acabou por ser, então, uma fantástica surpresa encontrar tal explosão de vida nos nossos campos ao longo do ano que passou. Por muitos livros estudados e por muitos artigos científicos analisados sobre agricultura biológica e plantas aromáticas e medicinais, toda essa teoria não nos poupou ao espanto de assistir a tal pulsar de actividade na nossa exploração e na herdade em redor. De grandes mamíferos ao mais pequeno insecto, de semente germinada a flôr, observámos o desenrolar dos ciclos biológicos com o mudar das estações, numa prova evidente que o património animal e vegetal do interior alentejano é tudo menos pobre.

Observámos raposas (inteligentes o suficiente para nos roubar uma galinha, infelizmente), javalis fazendo frente a cães (e a carros! Fica a história para outra altura), gamos, saca-rabos, piscos (os fiéis amigos dos jardineiros), cartaxos, patos selvagens, chapins, trepadeiras azuis, poupas, garças reais, corvos marinhos, cágados, todo o tipo de anfíbios (podemos observar de perto uma salamandra-de-costelas-salientes), todo o tipo de insectos (a estrela poderá ter sido o louva-a-deus Empusa pennata), cobras, todo o tipo de larvas e correspondentes traças e borboletas, aranhas, flores pequenas e grandes de todas as cores, os mais belos cardos, cogumelos suculentos e outros tóxicos, uma panóplia de plantas aromáticas e medicinais silvestres... Bom, seria aborrecido para muitos continuar esta lista interminável. Mas serve para ilustrar a riqueza do ecossistema onde trabalhamos todos os dias e onde todos os dias há algo novo para ver e descobrir.

NinhodeTrigueiraoIEmberiza calandra

Empusapennata

 

 

 

 

 

 

 

 

Há muitos anos, se nos perguntassem o que pensávamos do interior alentejano teriam recebido uma resposta infundada e ignorante sobre um possível deserto de planícies a perder de vista, pontuadas por sobreiros e azinheiras solitárias. Agora, para além de conhecermos essas belas planícies onde toneladas de alimentos são produzidos para alimentar Portugal e a Europa, conhecemos também todos estes segredos guardados no coração desta região, toda a sua rica flora e fauna e as gentes que fazem do Alentejo um destino e uma experiência imperdível. Se na HerbaTerra podermos contribuir para a preservação de todo este património e para o desenvolvimento e divulgação do interior de um país por descobrir, já valeu a pena a viagem.

 

IMG 0887

 

comentário(s)